Desde a estreia da Educação Proibida em 2012, Reevo se consolidou como uma referência em educação alternativa na Iberoamérica. Hoje buscamos continuar produzindo conteúdos originais, criando espaços de encontro e intercâmbio, articulando entre coletivos e projetos e acompanhando as diferentes iniciativas que propõem outros caminhos em educação. Por esta razão, estamos lançando a primeira campanha de membros para financiamento coletivo deste projeto de genética aberta, livre e colaborativa.

4 anos

Desde 2009, com a realização do filme documentário livre e independente A Educação Proibida a partir de 2012, com Reevo, uma pequena equipe de pessoas, condensando os esforços de muitíssimos anos de luta de outros, nos dedicamos a conhecer, investigar e promover experiências educativas alternativas.

Nos propomos tecer vínculos de intercâmbio por meio de encontros territoriais e virtuais, assim como espaços de formação e aprendizado que sejam abertos e gratuitos; produzimos conteúdos livre desde um olhar crítico e pró-ativo; fomentamos a ação social e coletiva para promover transformações em educação em diversas escalas.

Buscamos construir uma rede de pessoas que se distancie dos modelos convencionais, formando equipes e espaços de trabalho autônomos, não coercitivos ou hierárquicos. Fazemos Reevo porque consideramos necessária sua existência, mas também porque nos divertimos.

O que alcançamos

Nos últimos 3 anos, temos promovido e acompanhado a organização de espaços autogeridos de intercâmbio de conhecimento e experiências sobre educação alternativa. Em cidades como Buenos Aires, Quilmes, Lomas de Zamora, Córdoba, Mendoza, San Rafael, Rosario, Montevideo, Lima, Santiago no Chile, Bogotá, Medellín, México DF, São Paulo, Madrid e Barcelona foram realizadas oficinas de autoformação, espaços de debate, ciclos de projeções do filme, encontros de experiências.

Conseguimos acompanhar e impulsionar encontros regionais, nacionais e internacionais abertos e gratuitos, desde os Encontros de Escolas Possíveis que vão rumo a sua 6a edição na Argentina, até o apoio de encontros nacionais no Peru, Equador, Brasil e a realização da Semana Internacional das Educações Alternativas em parceria com a Secretaria de Educação de Bogotá nesta cidade.

Publicamos centenas de artigos que relatam experiências pedagógicas em toda a região, registramos e difundimos as novidades no campo da educação dos países de língua espanhola e portuguesa; e hoje nos encontramos trabalhando na produção de uma revista digital que promete contribuir com novas perspectivas na construção das alternativas em e para a educação.

Continuamos trabalhando na construção de uma plataforma virtual de encontro e vínculo entre experiências, coletivos, indivíduos e grupos; assim como continuamos alimentando e convidando as pessoas a enriquecerem o mapa coletivo da Reevo que já supera 1000 experiências em diferentes países.

CAMPANHA 2016

Até o momento, temos sustentado o trabalho da Reevo com nossa primeira campanha de financiamento coletivo em 2013, contribuições esporádicas de amigos, uma bolsa para um de nossos coordenadores e principalmente o trabalho remunerado da nossa equipe na organização de eventos e atividades de grande escala como o caso da Semana Internacional das Educações Alternativas.

Decidimos este ano aprofundar na busca da sustentabilidade e autonomia do projeto. Acreditamos e escolhemos não mercantilizar os conteúdos e ações da Reevo e por isso convidamos aqueles que seguem este projeto há anos a fazerem parte da nossa campanha de membros.

Necessitamos apenas 520 membros que colaborem com cerca de 5 dólares mensais. Cada membro receberá notícias regulares do nosso trabalho, assim como alguns conteúdos de forma antecipada e assessoramento direto de parte da equipe da Reevo e de nossos colaboradores próximos.

Para participar da campanha e apoiar o sustento e desenvolvimento da Reevo, entre em https://donar.reevo.org e faça a sua colaboração.

DOE AGORA